• en
  • fr
  • pt-br
  • es

Irrigação sustentável para a indústria de vinho

por | out 25, 2018 | Media – News, Não categorizado |

A mudança climática está causando consequências imprevisíveis nas safras de uva por todo o mundo. O ano de 2017 foi qualquer coisa, menos um ano bom de colheita para o vinho; a UE bateu uma baixa de 36 anos, enquanto produtores chilenos relataram uma colheita estranhamente antecipada, com altas temperaturas e baixo rendimento. Está tudo preparado para um rebate em 2018, mas os fenômenos El Niño e La Niña, assim como os seus fatores imprevisíveis inerentes fora de seus controles, produtores pelo mundo afora têm explorado maneiras para administrar os fatores que eles podem controlar.

Isso inclui recorrer ao Big Data e IoT (Internet of Things – Internet das Coisas), mas também, um manuseio mais simples e eficiente da água. Consequentemente, o Aqua-4D tem visto uma onda de interesse em sua propriedade em soluções de irrigação de água pelo mundo afora, com estudos envolvendo safras de uva em países incluindo a Etiópia, Tunísia, Marrocos, Argentina, Brasil e Uzbequistão.

Economia de água em terras com água escassa

A produção de vinho pode consumir muita água – o Arjen Hoekstra, da Water Footprint Network (Rede de Rastro de Água), calculou que pode ser utilizado de 100 à 200 litros de água para fazer uma taça de 125ml de vinho. Mais ainda, muitas vezes a produção é realizada em lugares semiáridos, altamente propensos à seca. Por exemplo, a região vinícola da Califórnia obteve uma seca de cinco anos, até 2017, enquanto este ano, na Cidade do Cabo, capital sul africana da indústria de vinho, mal evitou um cenário “day zero” (“dia zero”), com as torneiras da cidade quase secas. Em uma indústria tão dependente de água, qualquer potencial de economia de água pode ser crucial.

O sistema Aqua-4D permite tal ato por meio de uso mais eficiente da água de irrigação. Um sinal eletromagnético cuidadosamente calibrado é difundido por meio da água no estágio final de irrigação, modificando seu comportamento e interação com minerais dissolvidos e materiais biológicos:

Como isso resulta em economia de água? A propriedade tecnológica de Aqua-4D® melhora a retenção e água no solo, principalmente em solos arenosos ou siltosos. Essa água também penetra mais facilmente nos poros do solo, devido ao aprimoramento do efeito capilar no solo, resultando em menos perda de água por percolação. Os resultados têm mostrado que é possível economizar uma média de 25% de água de irrigação dessa forma.

Soluções para salinidade

Existe muito mais para a sustentabilidade do sistema do que apenas a economia de água. Sal em excesso é um problema na agricultura pelo mundo inteiro, e o solo salino é uma grande preocupação na maior parte das regiões de viticultura. Através de suas ações nos minerais, o sistema Aqua-4D permite irrigação com água altamente salina, sem causar qualquer dano às plantas. Esse tratamento físico da água permite melhor dissolução dos minerais; os sais não cristalizam ou entopem os poros do solo:

A planta não absorve minerais na proporção de sua abundância na água, mas sim, por uma escolha entre qualidade/quantidade, de acordo com as suas necessidades físicas. Com Aqua-4D, as plantas não são mais ‘penalizadas’ pelo excesso de sais indesejados. Os sais não consumidos pela planta são carregados por baixo da rizosfera. Diversos estudos mostraram que, quando a prática de boa irrigação é aplicada, os sais não se acumulam na área da raiz, e essa irrigação utilizada pelo sistema Aqua-4D ajuda muito com a lixiviação do solo.

Isso não apenas torna o solo mais saudável, como também as plantas; como o agronomista Aqua-4D da América do Sul, George Melo, explica: “Videiras crescem melhor em um nível de salinidade entre 2.0 e quase 2.5 mS/cm, acima do qual existem problemas de atrofia e até mesmo morte de radículas, com consequências nutricionais, limitando sua capacidade de produção e qualidade de seus frutos.

Entupimento

O entupimento dos sistemas de gotejamento pode frustrar os esforços de irrigação e levar ao acúmulo insalubre de algas, biofilme e calcário. Devido à mesma forma que o sistema Aqua-4D interage com os minerais, os problemas com entupimento podem ser resolvidos e prevenidos sem a necessidade de recorrer à ácidos ou cloração.

Com economias de água, soluções para salinidade, entupimento e mais, vamos olhar para algumas vinícolas que foram beneficiadas com o sistema Aqua-4D

Estudo de caso: Castel

O processo na vinícola Castel, na Etiópia, foi conduzido em safras chardonnay em duas amostras diferentes – uma irrigada usando o sistema Aqua-4D (6.78 ha) e uma irrigada normalmente (4.98 ha). As análises mostraram que 30% menos água foi solicitada para a amostra irrigada com a água tratada pelo sistema Aqua-4D:

Para Castel, no entanto, houveram muito mais resultados surpreendentes. A irrigação em suas safras estava sendo realizada com água altamente salina (75mg/L de sódio), a qual afetou a qualidade do solo e produção de rendimentos, assim como constava com pH pouco acima das diretrizes da FAO.

Eles também observaram o fim dos problemas com entupimento em seus sistemas de gotejamentos localizados, o qual havia ocorrido devido ao desenvolvimento de biofilme. O efeito do baixo nível da frequência EM, do sistema Aqua-4D, reduz a força de adesão entre a matéria orgânica e a superfície dos canos, significando que o biofilme ou alga não se desenvolve mais, pois, simplesmente não adere mais. Contudo, isso pode aumentar significativamente a vida útil dos sistemas de gotejamento, assim como oferece uma economia notável de trabalho – tudo sem o uso que qualquer químico.

Solo menos condutivo, absorção mais eficiente de nutrientes e fluxo regular nos gotejadores, possuem um efeito arrebatador, liderando à um salto de 22% nos rendimentos, , levando o Gerente Geral, Bernard Coulais, à comentar: “Com o sistema Aqua-4D, observamos uma importante economia de água, aumento significante de produção e melhoramento da área superficial folicular. Recomendamos o sistema Aqua-4D aos produtores que querem aumento de rendimentos, enquanto diminuem seus gastos – durante notável, e muito importante, economia de água.” (carta original em francês aqui)

Estudo de caso: Miguel Valencia, Argentina

Do outro lado do mundo, existe uma vinícola em Mendonza, a capital do vinho na Argentina. Lar das variedades de Criolla Grande, Cereza e, o mais notável, Malbec. O estudo de validação ocorreu em duas amostrar em Finca Miguel Valencia, um local de 80 hectares e um fornecedor importante na região. Apesar de estar a meio mundo de distância, o local foi confrontado com problemas similares aos de Castel: água salina, salinização do solo e entupimento. O solo estava começando a salinizar, enquanto os gotejadores não estavam distribuindo uniformemente, debilitando os esforços de irrigação. A presença significante de carbonato, cálcio e sódio foi a culpada, levando à alta eletro condutividade (EC) – 2.410 micromhos.

Com análises do solo conduzidas em fevereiro e então, novamente, em agosto, os produtores foram surpreendidos pela redução da condutividade do solo em quase 4x, assim como a diminuição significativa na presença de NaCl:

Um problema mais específico também estava presente no solo do produtor, que continha uma alta concentração de argila, o qual tornava a percolação da água difícil. Após a instalação do FA-40 do sistema Aqua-4D, uma grande mudança foi observada em pouco tempo: a absorção do solo melhorou muito, tornando a percolação muito mais fácil e mostrado que o sistema Aqua-4D afeta, não apenas a planta, mas também o solo ao seu redor.

Seguindo esses sucessos, outro sistema FA-80 está sendo instalado em um campo adjacente, assim como um novo sistema, em uma vinícola próxima, no município de Mendonza. 

Conclusão

Com esses claros benefícios aos produtores em regiões semiáridas, mais adoção do sistema é esperada em um futuro próximo, na América do Sul e noroeste dos EU. Certamente, em 2018, enquanto os efeitos da mudança climática afetam diretamente os produtores de vinho, em forma de grandes incêndios alastradores e secas recordes, existe uma mudança crescente as práticas sustentáveis na indústria do vinho.

Uma recente Wine Opinions survey (pesquisa de Opiniões de Vinho), nos EU, mostrou que a demanda de consumo para produtos de produção sustentável está aumentando, e a maior parte do comércio de vinho, de $60bi, considera sustentabilidade quando planeja o futuro. Uma área ao norte de São Francisco, município de Sonoma, foca em se tornar  a primeira região vinícola 100% sustentável, em 2019. “Você não pode estar na Califórnia e agricultura, e não ter a água como uma das suas maiores preocupações em sustentabilidade,”, diz Karissa Kruse, Presidente dos viticultores no município de Sonoma. “Especialmente na Califórnia, ninguém quer ser um esbanjador de água.”

Resolvendo problemas de salinidade, melhorando a absorção dos nutrientes e economizando água onde é mais preciso, enquanto aumenta os rendimentos, Aqua-4D espera fazer uma grande contribuição à essa direção sustentável na indústria do vinho.

Alberto Femenia em economias de água e controle de nematoide na Argentina

    Alberto Femenia sentou à nossa frente vestindo um terno divino e sorriso de sábio. Ele é um verdadeiro veterano nos agronegócios, dirigindo a Casa Femenia por quase meio século. Casa Femenia é um negócio de família, em todos os sentidos da palavra – fundada em...

João Suss com rendimentos mais altos e agricultura sustentável no Brasil

Em uma visita recente e nossa sede em Sierre, João Suss compartilhou sua opinião sobre a agricultura sustentável e sua experiência com o sistema Aqua-4D no Brasil. Qual tem sido a reação ao sistema Aqua-4D no Brasil? Aqua-4D é realmente uma tecnologia inovadora. Ela...

Uso de água na Califórnia: por dentro da história

  Walter K. Thut, cofundador suíço de Aqua-4D, está instalado na Califórnia. Ele quis, em uma visita recente à Gemperle Family Farms, em Turlock, descobrir mais sobre o uso de água na indústria de amêndoas, além do que é mostrado nas manchetes. Ele conversou com...

Amêndoas: rendimentos maiores, menos água?

Rendimentos mais altos com menos água deve ser uma verdadeira inovação na indústria de amêndoas. Mas esses foram, certamente, resultados de longos estudos entre fevereiro de 2016 e agosto de 2018, envolvendo amendoeiras “non pareil” na Califórnia – uma região que...

Vínculo acadêmico no chile para tecnologia de transferência e pesquisa em economia de água

Aqua-4D Chile teve a honra em assinar um acordo à nível nacional com a Universidade Tecnológica INACAP. O acordo se refere à tecnologia de transferência para o uso eficiente de água na indústria de agricultura e permitirá à quase 200,000 alunos da universidade acesso...

0 comentários